Os vereadores do PSD nesta ultima Reunião de Câmara questionaram a Sr.ª presidente da Câmara Municipal, sobre a temática da reestruturação dos Transportes Urbanos de Tomar, nomeadamente no que concerne à modernização de frota através dos Fundos Comunitários, isto é, com os apoios que irão ser disponibilizados através do PO SEUR (Programa Operacional – Sustentabilidade e Eficiência no uso de Recursos).

Os Transportes Urbanos de Tomar, são um serviço publico que se tem revelado bastante útil, no entanto continuam com elevados custos para a Autarquia, pelo que do nosso ponto de vista é premente a redução dos mesmos, através da redução das despesas com os veículos existentes e com a adopção de rotas mais funcionais e horários mais adequados às necessidades da população, nomeadamente das pessoas que vivem deslocadas dos serviços disponibilizados na Urbe.

Assim sendo e tendo em atenção que, O PO SEUR lançou um Aviso-Concurso destinado à Promoção da eficiência energética nos transportes públicos coletivos de passageiros incumbidos de missões de serviço público, é pura e simplesmente lamentável que não se aproveitem mais uma vez os fundos disponibilizados pelo Portugal 2020.

Por vontade expressa da coligação PS e CDU, que governa os destinos da Autarquia, Tomar irá ficar mais uma vez afastada dos Fundos Comunitários, o que se traduzirá na perca de uma oportunidade clara para diminuir custos de exploração e aumentar a eficiência do serviço de transportes atualmente prestado à população.

Mais uma vez, o PSD de Tomar mostra estar atento às oportunidades existentes, alertando construtivamente para as mesmas, sendo que existem meios humanos e físicos na Autarquia que permitem a elaboração deste tipo de candidaturas.

Fica latente a inercia, a falta de vontade e a incapacidade de fazer mais, melhor e com menos recursos públicos, o que neste caso é no mínimo um escândalo.

Os Vereadores do PSD,
João Miragaia Tenreiro
António Manuel Jorge