1.       O dia Um de Março, Feriado Municipal, ficou marcado pela apresentação de uma nova identidade gráfica do Município de Tomar que, segundo ficámos a saber, será alargada a toda a comunicação institucional e promocional da autarquia.
2.       Este novo símbolo retrata uma Cruz Templária, com uma alteração no respetivo preenchimento, ultrajando, segundo a nossa opinião, o simbolismo dessa mesmo símbolo.
3.       Esse logotipo apresentado nessa mesma cerimónia, tem sido alvo de várias críticas e censura por porta da comunidade tomarense, já que os Templários e o seu simbolismo têm uma história e uma razão de ser, que deve ser respeitada e honrada por todos.
4.       Modificar ou alterar qualquer símbolo, sinal, atributo ou insígnia é insultar toda a sua história e desprezar todos aqueles que ao longo dos tempos deixaram uma marca digna de ser respeitada por todos nós.
5.       Por isso mesmo, os vereadores do PSD questionam:
a)      Que empresa foi contratada para elaborar esse mesmo logotipo?
b)     Qual o custo para o Município, na elaboração desse mesmo logotipo e quanto é que foi pago a essa mesma empresa pera prestar esse mesmo serviço?
c)      Que critérios científicos, históricos e culturais foram usados para elaborar esse mesmo logotipo.
d)     Se, porventura, foi requerido junto do Instituto Nacional da Propriedade Intelectual o registo da respetiva marca.
Tomar, 11 de Março de 2015
Os Vereadores do Partido Social Democrata
(João Miragaia Tenreiro)

(Beatriz Schulz Nunes)