COMUNICADO

 

PSD interpela Presidente da Câmara, APRESENTA PROPOSTAS e não aceita política demagógica da COLIGAÇÃO PS/CDU

1. O PSD manifestou na reunião do executivo camarário de 11 de Novembro, que se demarca e nada tem a ver com as recentes revogações da comissão de serviço de quatro dirigentes da Câmara Municipal, operadas por despacho da Sr.ª Presidente da Câmara, que face às fundamentações invocadas e desprovidas de realidade legal e factual só vem dar razão a quem diz que se está perante um autêntico saneamento politico, que se espera não ser verdadeiro;

2. Que lamenta o facto de o município de Tomar ter perdido a sua influência junto da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, já que sendo a maioria das municípios que a constituem dirigidos pelo Partido Socialista, muito se estranha que não seja o município de Tomar a ter a presidência em detrimento de Abrantes, quando a sede se encontra precisamente em Tomar;

3. Solicitou esclarecimentos relativamente ao processo e “timings” de revisão da Carta Educativa, documento estruturante da rede escolar concelhia, alertando para a sua urgência, por via da evolução da demografia do concelho e ainda pela alteração territorial provocada pela agregação de diversas freguesias. Urge proceder à sua revisão, para que, no futuro, se promova a igualdade de oportunidades para todas as crianças do concelho. Porém, a Sra. Presidente afirmou que este processo teria inicio dia 2 de janeiro de 2014,  mas contudo não referiu a metodologia a utilizar para o efeito, nem quais os prazos para as diferentes fases, donde se depreende que nada está ainda definido.

4. O PSD votou contra a proposta de revogação do Regulamento de Estágios da Câmara Municipal, pugnando pela sua alteração e não pelas simples revogação. Assim, dando prioridade a quem é de Tomar, qualquer aluno poderia realizar o seu estágio curricular nos diversos serviços da autarquia. Considerou que a realização dos estágios é vantajosa para o município, pela dinâmica que cria, podendo ser definido, no supracitado regulamento, um sistema de incentivos a estes estagiários, de modo a facilitar a sua fixação em Tomar. A disponibilização, do Regulamento de Estágios, no site da Câmara Municipal de Tomar, facilitaria a sua divulgação, servindo assim de estímulo a todos os jovens.

5. Quanto à animação de Natal na cidade, tendo ficado decidido que o programa global de animação e embelezamento da cidade, durante esta época, seria elaborado pela Divisão de Turismo, Cultura, Museologia e Comunicação, em parceria com a ACITOFEBA, foi sugerido que fosse solicitado às várias escolas do concelho um contributo mediante a apresentação pública no centro histórico de peças musicais, autos de natal, teatros e outras iniciativas, que as escolas anualmente preparam e apresentam nas suas festas de Natal. Tal pedido, não consistiria num acréscimo de custos nem de trabalho, para professores e alunos, dar-se-ia um estímulo às crianças e jovens mediante a apresentação pública das suas peças, animar-se-ia a zona comercial e promover-se-ia o comércio local pelo envolvimento da população na iniciativa.

OS VEREADORES DO PSD

JOÃO TENREIRO

LUÍSA OLIVEIRA