O novo Quadro Estratégico Comum vem substituir o atual QREN e enquadrará os apoios estruturais da União Europeia entre 2014 e 2020.
Tomar não pode ficar indiferente a um conjunto de desafios e oportunidades que, a serem bem aproveitados, poderão ser a base da estratégia de crescimento do nosso Concelho para a próxima década. Um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo.
Temos as “matérias primas” necessárias: ao nível do Ensino (do pré-escolar ao superior, passando pelo profissional); ao nível da Economia (os recursos para potenciar a indústria, o comércio, o turismo e a agricultura); e ao nível Social (um trabalho exemplar das nossas instituições, CAF, IPSSs e colectividades).
Estes três vectores de crescimento, que se reforçam mutuamente, ajudarão o Concelho a atingir os níveis de educação, emprego, produtividade e coesão social que desejamos.
Alguns passos têm sido dados nesse sentido mas, podemos, e devemos, ansiar por mais.
A juventude tem um papel determinante nesse objectivo. Por isso, iremos propor em sede de Conselho Municipal da Juventude a criação do grupo de trabalho “Juventude em Movimento”, inspirado na iniciativa europeia com o mesmo nome e inserido na estratégia Europa 2020.
O objetivo é a envolvência dos jovens através das associações de estudantes, culturais, desportivas e partidárias que mobilizarão todos os jovens tomarenses. O CMJ é por isso a estrutura ideal para desencadear este processo.
Independentemente das diferentes perspectivas e opções de vária natureza de cada um de nós, entendemos que é possível trabalharmos em conjunto em áreas como o ensino, a formação, o emprego, a inovação, as tecnologias de informação e comunicação.
Juntos podemos identificar e aproveitar oportunidades, ações e apoios a nível nacional e europeu, em especial destinadas aos jovens. E, a partir daí dar o nosso contributo na estratégia de crescimento e desenvolvimento do nosso Concelho.
É um desafio que lançamos aos jovens tomarenses na convicção de que para além do poder reivindicativo inerente à nossa natureza juvenil, também devemos assumir as nossas responsabilidades na construção de um futuro melhor para todos os que continuam a acreditar em Tomar.
Tiago Carrão
Presidente da JSD Tomar