1. Em 31 de Março do corrente ano, os vereadores do PSD apresentaram um requerimento sobre o assunto em questão, não tendo, há semelhança de muitos outros, recebido qualquer resposta;
  2. Nesse requerimento, os vereadores do PSD afirmavam o seguinte:
“ Em setembro de 2011, era amplamente divulgado pelo Partido Socialista, atualmente a dirigir os destinos da Câmara Municipal, que tinham solução para espaço do Flecheiro”
Aliás, no âmbito de uma discussão havida no período antes da ordem do dia, da reunião de Câmara, naquele ano de 2011, os vereadores do Partido Socialista, onde se encontrava o atual Chefe de Gabinete, afirmaram o seguinte:
“consideramos que esta área da Cidade precisa de uma requalificação, nomeadamente desenvolvendo uma estratégia conjunta de intervenção social e da constituição de diversos Núcleos de Alojamento Temporário, em diferentes localizações do Concelho, para os habitantes das zonas da agora anulada intervenção.”
3.       Senhora Presidente, na sua agenda de “Mudança”, tantas vezes foi por V. Ex.ª anunciada e proclamada a necessidade imediata de desenvolver uma intervenção de limpeza e Salubridade Pública no espaço envolvente à zona do Flecheiro como também a necessidade de demolição de ruinas e armazéns abandonados;
4.       Disse também que iria promover a deslocalização da comunidade Cigana de forma programada e integrada envolvendo a própria comunidade;
5.       Os vereadores do PSD lamentam, profundamente, que V. Ex.ª não tenha dado, até à presente data, qualquer resposta ao nosso requerimento e tenha preferido dar essa informação numa entrevista concedida recentemente à Rádio Hertz, o que se traduz numa falta de respeito perante as pessoas que constituem o órgão que preside;
6.       Infelizmente já não é a primeira vez que os vereadores do PSD têm conhecimento das decisões tomadas por V. Ex.ª, através da comunicação social e não nas reuniões do executivo. Mas neste caso torna-se ainda mais grave, dado que se constata que V. Ex.ª deliberadamente não quis responder ao referido requerimento, no prazo legal, dando essa informação à Comunicação Social, facto que os vereadores do PSD não podem deixar de lamentar.
Assim sendo os vereadores reiteram o teor do citado requerimento e solicitam:
Informação relativa às medidas e diligências que para já foram efetuadas sobre o assunto em questão e discussão, nomeadamente como, quando e para onde se pretende a deslocalização da referida comunidade cigana, de forma programada e integrada e para quando o início dos trabalhos?
Solicitamos uma resposta breve e concreta, pois caso assim não seja, resultará que esse seu anúncio do referido “Parque Nómada”, mais não será que uma operação de propaganda e marketing, para adiara uma das muitas promessas socialistas.
Tomar, 13 de Outubro de 2014
Os vereadores do PSD
(João Miragaia Tenreiro)
(António Manuel Gonçalves Jorge)