Foi mais uma das mentiras da propaganda desta governação. É lamentável que se tenha usado um problema tão sensível como o Flecheiro, apenas e só para angariar votos e enganar a população. Quando a senhora presidente começou a ser confrontada por nós, relativamente à solução que apresentaria em 100 dias, a mesma votou-se ao silêncio e não deu qualquer resposta. Mais tarde, no final de 2014 e para nossa surpresa, vem dizer que o problema do flecheiro passava pela construção dum “Parque Nómada”, não se tendo concretizado, em que medida, e onde é que fundos existiam para essa construção? Apesar da nossa insistência, nunca deu qualquer resposta. E agora vem dizer que não existem fundos para tal. Não tenho qualquer pejo em dizer que a presidente Anabela Freitas andou neste tempo a faltar descaradamente à verdade a todos os tomarenses, pois a mesma já sabia que os Fundos Comunitários para esta tipologia de intervenções, nunca existiram. Basta fazer uma leitura das brochuras dos diversos Programas Operacionais que foram apresentados há mais de um ano e fazemos logo essa verificação.
Uma promessa para 100 dias. E agora culpa-se quem? Bem sei que podem dizer que o PSD esteve lá e nunca resolveu o problema do Flecheiro…Mas….quem é que prometeu, em plena campanha eleitoral, que em 100 dias apresentava uma solução para aquele local? Certamente que não foi o PSD, mas sim a atual governação. A demagogia e as falsas promessas não podem ser esquecidas e esta governação terá de ser julgada em 2017, pois não podemos pactuar com constantes mentiras e falta de estratégia para o concelho de Tomar.
Esta situação é lastimável, pois essencialmente é Tomar e os Tomarenses que mais uma vez ficam a perder com este tipo de retórica.
João Tenreiro, vereador e presidente do PSD/Tomar; in Jornal Cidade de Tomar, edição de 11/03/2016.