Passaram dois anos desde o último acto eleitoral para a Comissão Politica

Concelhia de Tomar do PSD (CPC).

Foram dois anos bastante duros, que no essencial se traduziram no consolidar das Bases Programáticas propostas pela nossa equipa e que tiveram por epicentro o acto eleitoral de Setembro do ano passado, que se traduziu numa derrota amarga, pesada e constrangedora.

Contudo, foi num claro espírito de união e na tentativa de vencer as adversidades, que esta CPC e todos os seus militantes se uniram em torno duma candidatura que acreditámos que seria vencedora. Não poderei nunca retirar o mérito a quem deu a cara por um projecto que cada vez mais acredito que seria o melhor para Tomar e para os Tomarenses.

Hoje na oposição, a nossa seriedade, crença, capacidade e humildade, torna-nos mais resilientes à forma como se faz política em Tomar, ou seja, torna-nos mais fortes e com maior vontade de vencer e de voltar a dar aos Tomarenses uma forma de fazer politica, mais pró-ativa, com um verdadeiro projecto para o concelho e para o seu real desenvolvimento, onde todos os Tomarenses serão agentes inclusivos com vista a uma melhoria da qualidade de vida das populações de todas as suas Freguesias.

Estes foram dois anos extremamente exigentes, no entanto acredito que os próximos não serão mais fáceis, muito pelo contrário, serão anos mais desafiantes e complexos, onde o espírito e a unidade desta equipa por mim liderada terão de demonstrar ao que estamos, onde estamos e para onde queremos ir.

Por esse motivo decidimos apresentar a recandidatura à direção do PSD de Tomar, cujas eleições decorreram no passado dia 4 e onde obtivemos 98% dos votos expressos.

Vencer as próximas Autárquicas será o principal objectivo para os próximos mandatos.

Como tal, será durante este mandato que serão lançadas as bases dum amplo programa de governação, que contará com uma visão realista de todo o Concelho, das suas valências e das suas carências, um programa com um elevado cariz social e económico, onde não será esquecida a educação e a formação não só dos nossos jovens, mas também de todos aqueles que para cá quiserem vir trabalhar e residir.

Onde o turismo e o comércio terão um papel fundamental na sustentabilidade dum concelho que tem todas as condições para ser um exemplo de pujança económica, com elevados níveis de qualidade de vida a custos sustentados e onde imperará a verdadeira matriz social-democrata, inclusiva e participativa, capaz de aglutinar todos os agentes económicos num verdadeiro projecto daquilo que são as cidades criativas e toda a sua capacidade de gerar empregos sustentados e duradouros.

É a trabalhar em prol da população, é a ouvir as pessoas, a sentir as suas dificuldades e a acreditar na sua esperança que nos sentimos bem e será daí que iremos extrair aquilo que será a parte mais importante das nossas Bases Programáticas para 2017, pois não será com promessas fáceis, demagógicas e deficitárias de ética que atingiremos os objectivos a que nos propomos.

É com uma equipa renovada, numa combinação de experiência e juventude que esta comissão politica do PSD irá pautar a sua conduta, num projecto que se quer e pretende consolidar nos próximos quatro anos, de forma a reconquistar a

Governação da Câmara Municipal de Tomar.

A nossa motivação será sempre a de trabalhar e de lutar por um Concelho mais justo, mais amigo do investimento, mais seguro, mais inclusivo, mais participativo e acima de tudo melhor para todos os Tomarenses!

João Tenreiro

(Presidente da Concelhia do PSD de Tomar)